domingo, 20 de abril de 2014

DILMA PREFERE BOLSA FAMÍLIA À EDUCAÇÃO BÁSICA

Desde que tomou posse como presidenta da República em janeiro de 2011, Dilma Rousseff investiu mais no programa Bolsa Família do que em Educação Básica, segundo o Portal da Transparência do governo. Os gastos com a transferência de dinheiro que garante “agradecimento nas urnas” já superam os R$ 64,9 bilhões, quase 20% a mais do destinado para educação das crianças do País no mesmo período.
O ex-presidente Lula, mentor de Dilma, gastou R$ 47,8 bilhões com Bolsa Família em seu segundo mandato, 60% mais que em Educação.
Segundo dados do Banco Central, o valor gasto pelo governo Dilma com Bolsa Família é superior aos lucros dos bancos no Brasil em 2013.(Diário do Poder)

MENSAGEM DE "FELIZ PÁSCOA" DA VEREADORA NETA CASTELO BRANCO

Grupo Claudino volta Band ao Piauí: assista no Canal 12, TV Perspectiva!

O telespectador do Piauí e da cidade vizinha de Timon, no Maranhão, terá agora a sua disposição mais um canal de TV. Além da Globo, Record e SBT, o piauiense terá de volta a oportunidade de conferir a programação da Rede Bandeirantes e seus programas de sucesso como o humorístico Pânico e o policial Brasil Urgente, apresentado por José Luiz Datena, além dos vários programas esportivos.
O retorno ao estado ocorre após um acordo entre a poderosa família Saad, que comanda a Band nacionalmente, e a família Claudino, uma das mais poderosas e influentes do Piauí, que passa a ser a detentora do sinal canal 12, no Piauí e no Maranhão. A TV se chamará Perspectiva e nasce de uma sociedade entre o empresário João Marcelo Claudino, filho do seu João Claudino e irmão do senador João Vicente Claudino, e o empresário Dalton Leal.

Segundo informações de bastidores, as negociações envolvendo João Marcelo e Dalton Leal com a Rede Bandeirantes, ocorreram à revelia do empresário João Claudino. A família Claudino é poderosa no estado por controlar grupos como o Armazém Paraíba e a construtora Sucesso. A proposta de João Marcelo Claudino seria construir uma TV forte capaz de concorrer com as tradicionais redes que já operam no estado.

A Band volta à casa dos piauienses depois de quatro anos sem transmissão no estado, desde 2010, quando encerrou o contrato com a TV Meio Norte do empresário Paulo Guimarães. A Meio Norte passou a ter uma programação totalmente local e os telespectadores que queriam assistir aos programas da Band tinham que recorrer a antena parabólica ou a TV por assinatura.(Com informações de Apoliana Oliveira)

O QUE PODERÁ SER FEITO PELO TURISMO DO PIAUI?

Secretário Luiz Neto
De acordo com o jornalista Pedro Alcântara, "o novo secretario de Turismo do Estado, o empresário Luiz Neto que era o secretario da mesma pasta em Luiz Correia está cheio de planos para esse curto mandato de nove meses. Ele quer pegar o boom da copa do mundo para atrair turistas ao litoral piauiense. Para tanto, está agendando vôos charter nesse período.
MAIS VÔOS
Luiz Neto informou que já existem outras empresas interessadas em coloca linha regular de Fortaleza para Luiz Correia e Teresina, considerando sucesso do vôo da Azul".
ALÉM DO FATO
Por outro lado, Luiz Neto, pelo pouco tempo que dispõe o governo Zé Filho, deve sair urgente do discurso e partir para as ações. É que na secretaria de turismo não há nada em termos de projetos, segundo informou há pouco dias o jornalista Arimatéia Azevedo, antes da escolha de Luiz Neto:"Seja quem for para a Secretaria de Turismo não vai encontrar um projeto sequer para ser executado. Como se prova agora, a penca de gestores que passou por ali só atuou na mídia".
Como se vê, considerando que o turismo no Piaui deveria começar por Parnaíba, a existência de PIEMTUR e Secretaria de Turismo só servem mesmo para cabide de empregos. É só considerar o tempo que levou para a construção da Orla da Praia de Atalaia em Luiz Correia (Governo Wellington Dias) e a situação em que ela se encontra. Se não bastar, pergunte-se por que o governo Wilson Martins não fez o alargamento da pista para a Pedra do Sal, preferindo construir o rodoanel? Essas são ou não razões pra gente confirmar as suspeitas de que há sim preconceito contra Parnaíba e os parnaibanos? É a vez e a hora do governador Zé Filho consertar isso.

ELEIÇÕES 2014:MÃO SANTA ACHA QUE JÁ PASSOU DOS 25%

“Eu sou um predestinado. O Dr. Alberto Silva dizia que um parnaibano haveria de governar o Piauí três vezes. Parece que essa profecia vai se realizar este ano.” Mão Santa fala com, a convicção de quem vê o cenário eleitoral favorável. Para ele,o presidente do Instituto Amostragem é seu desafeto. Por isso, acha que se ele o colocou com 14% na corrida para o palácio de Karnak, é porque está acima. “Eu tenho é mais. Se duvidar passa dos 25%”, pode ter certeza”, diz o ex-senador.

Governo de Zé Filho contempla todos os partidos; só falta mesmo é o PT

Por:Pedro Alcântara
Nunca na história do Piauí se viu um governo tão eclético como o atual. Nele estão contemplados praticamente, todos os partidos políticos do Estado. A única exceção é o PT.
O governador Zé Filho não olhou para cor partidária na hora de montar sua equipe desde os mais altos até o mais baixos níveis. Dentro do palácio, ao lado do governador, estão o PSDB com Freitas Neto na secretaria de Governo. Luiz Coelho, do PRP, cuja a esposa,a deputada Liziê coelho é do PTB, mas, ele está na secretaria Institucional.
Adolfo Nunes do PDT está na Assessoria de Relações Socais e no Cerimonial, Emília Pereira do antigo PFL, hoje DEM. Segurança na cota do PDT. Detran – Solidariedade. Desenvolvimento Rural, CEPRO, ADH, ATI, FAPEP, Transportes na cota do PSB. Defesa Civil – PROS. Fundação Cultural –PTC. Mineração – PSD. Planejamento– PP. Cidades e SASC também são do PSDB. Para preenchimento estão em aberto os comandos da SEID, Inmetro, Maternidade Evangeliza Rosa dentre outros.
MAIOR FATIA
Tal como aconteceu com o governo do PT com Wellington Dias e, também, na gestão do PSB com Wilson Martins, o partido do governador, o PMDB tem a maior fatia do bolo em se tratando de cargos. E todos eles os mais importantes como : Administração, Fazenda, Saúde, Trabalho e Emprego, Desenvolvimento Econômico, Justiça, Interpi dentre outros.

Santa Ceia!

Primeiro turno? daqui para frente é só pedreira

Denise Rothenbur - Correio Braziliense
 Em política, ninguém diz categoricamente “isso não vai acontecer”. Mas, nos bastidores, embora as pesquisas indiquem o oposto, a´avaliação geral dos partidos é a de que a presidente Dilma Rousseff
não levará a faixa presidencial para os próximos quatro anos no
primeiro turno.

E o que leva a essa quase certeza são duas premissas: a avaliação do governo, que continua baixa para garantir uma vitória na primeira rodada, e o fato de os concorrentes não terem participado de eleições presidenciais anteriores. Ou seja, não têm um recall, tal como ocorrida com Geraldo Alckmin em 2006, quando da reeleição de Lula. A tendência é que melhorem esse desempenho quando a campanha na tevê estiver no ar.
Para completar essa avaliação, os políticos que estudam o tema citam a situação de Dilma em alguns Estados: em Minas, ela obteve 48% dos votos e hoje não terá isso, por causa da presença de Aécio Neves. No Rio de Janeiro, foram 43%. Hoje, com o PT isolado, essa situação dificilmente se repetirá. Em Pernambuco, foram 62%. Esse percentual deve ser reduzido em função da presença de Eduardo Campos, do PSB, na corrida presidencial. Ou seja, daqui para frente, é só pedreira.

REVIRAVOLTA NA SUCESSÃO ESTADUAL?

                                      Silvio Mendes e Zé Filho
A troca

A última pesquisa de intenção de votos tem provocado reviravoltas. Um grupo ligado ao governador Zé Filho estaria trabalhando mudança nas candidaturas.
Zé seria o candidato a governador, com Silvio Mendes de vice ou seria Lucy, mulher do prefeito Firmino Filho.
Pensando nessa equação, tem um batalhão rumando atrás de Marcelo e Mão Santa para convencê-los a disputar a Câmara Federal.(Portalaz)

sábado, 19 de abril de 2014

VEREADOR DINIZ DESEJA UMA FELIZ PÁSCOA A TODOS OS PARNAIBANOS

GOVERNO ZÉ FILHO SERÁ DE APENAS 6 MESES

Os cálculos são do jornalista Pedro Alcântara:No papel, o governador Zé Filho terá nove meses de gestão. Mas, na prática isso fica reduzido a seis. O mês de junho ninguém vai trabalhar por causa da copa. Julho, agosto e setembro é campanha eleitoral.

PEGA NA MENTIRA!

O ex-governador e candidato a senador, Wilson Martins, vivia apregoando que o Piauí estava com as finanças equilibradas, da mesma forma que dizia quando pegou das mãos de Wellington Dias o Governo do Piauí. Depois disse que as finanças eram um caos, quando assumiu o governo. Parece que a história se repete e a verdade apareceu mais cedo do que se pudesse imaginar,  segundo informa Arimatéia Azevedo em sua coluna:

"Problemas
Não são poucos os problemas financeiros que o Piauí enfrenta. Há informações de que para fazer frentes a despesas correntes e de pessoal, a Secretaria da Fazenda pegou dinheiro de financiamentos destinados a obras. 
Isso antes do dia quatro de abril.
Parada
O uso de recursos de investimento para o custeio de pessoal e manutenção da máquina pública está na raiz da lentidão ou paralisação de obras importantes como o Rodoanel, a duplicação das estradas federais de Teresina e a construção de pontes sobre o rio Poti, em Teresina".

O candidato dos pés de chumbo

Por:Arimatéia Azevedo
Marcelo Castro, o candidato com pés de chumbo, precisa urgentemente de um fato político que o favoreça. Mas nas atuais circunstâncias, com o governo que Zé Filho herdou se desfazendo em desarranjos financeiros, este não parece ser exatamente um cenário em que possa aparecer alguma coisa muito boa que favoreça a subida do deputado federal peemedebista. Nas pesquisas de opinião ele segue estacionário, sempre abaixo de 20% das intenções de votos e, pior que isso, empatado com o ex-senador Mão Santa (PSC), que é o campeão da rejeição. Com esse desempenho pífio, nenhuma notícia boa no governo e a limitada capacidade da gestão Zé Filho de produzir fatos positivos para alavancar sua candidatura, Castro corre o risco de não ser nem mesmo uma versão século 21 de Cristiano Machado, o candidato do PSD a Presidente em 1950, abandonado por seus correligionários que preferiram abraçar Getúlio Vargas. E por que o deputado peemedebista nem serviria nem para ser um candidato a ser largado no meio do caminho? Porque com seus índices de intenção de votos muito baixos, ele se converte até aqui em um pé de chumbo, com dificuldade demais para caminhar até a convenção de 30 de junho. Resultado: sua candidatura que era uma certeza caminha fortemente para um campo de dúvidas. Está na hora de o ex-governador Wilson Martins explicar, com toda sinceridade, porque escolheu Marcelo, em detrimento de seu vice.
Presidenciável Eduardo Campos, com 6% na pesquisa nacional, virá ao Piauí estimular a candidatura de Marcelo Castro, que não decola
Anda tem gente com a doce ilusão de achar que vai surgir um fato novo para despregar os pés de Marcelo Castro e subir seus índices nas intenções de voto.
Esse fato novo seria a vinda de Eduardo Campos (e Marina Silva) ao Piauí. 
Entenda, Eduardo Campos tateia nas pesquisas em torno de 6%.
Aliás
Há uma boa possibilidade para a candidatura governista se fazer mais notada: é ir para o campo da oposição em nível federal. O espaço governista no Piauí, nesta área, está sendo ocupado por um Wellington Dias que, atualmente, nada de braçadas nas pesquisas de opinião pública.
Olha o perigo
Dilma não é imbatível e as mais recentes pesquisas mostram exatamente isso. Na última sondagem do Vox Populi, ficou com 40% - ainda vencendo em primeiro turno, mas numa eleição que só vai ocorrer daqui a cinco meses e meio. Ou seja, pode estar em fazer oposição a Dilma uma chance de fazer crescer as intenções de votos dos governistas no Estado.
Olha o perigo 2
Problemas para Dilma, problemas para Lula. Segundo o jornalista José Roberto de Toledo, de O Estado de São Paulo, o “volta, Lula” não seria “o passeio imaginado pelos petistas que não querem ver Dilma Rousseff disputando a própria reeleição”. 
Olha o perigo 3
Segundo ainda a informação do jornalista, o Ibope testou um cenário com Luiz Inácio Lula da Silva no lugar de Dilma, enfrentando só Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). O ex-presidente ficou com 42%, apenas três pontos a mais do que Dilma.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Passando a sujo!

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Destruição total: quem está afundando a Petrobras?

plataforma-28-02-02-2014
Disse a presidente Dilma que a oposição quer destruir a Petrobrás. Pode até ser, mas quem vem sistematicamente destruindo a empresa é o governo do PT, com participação dos aliados. Uma atividade que deveria ser apenas técnica tornou-se o paraíso de maus políticos e piores empresários.
Cada diretor tem sua parcela de culpa, há muitos anos, pois designados pelos partidos empenhados em fazer caixa para as eleições e para o bolso de cada um de seus líderes mais influentes.
A lambança não começou no governo Lula, vem de antes, dos tempos de domínio do PMDB e depois do PSDB. E até de partidos menores. Não há empresa, em paralelo, que se negue a recusar comissões para obter contratos, todos superfaturados…(Carlos Chagas)

Candidatura Mão Santa vai se tornando irreversível

· CANDIDATURA DE MÃO SANTA É NECESSÁRIA DIZ MARCELO CASTRO – Muito comentado nos meios políticos a declaração do deputado Marcelo Castro candidato do PMDB ao Governo do estado nas próximas eleições. Para Marcelo a candidatura de Mão Santa garante e trás a certeza do segundo turno das eleições.
·        - CANDIDATURA DE MÃO SANTA É IRREVERSÍVEL MESMO QUE ZÉ FILHO MUDE DA IDÉIA DE NÃO SER CANDIDATO – Na hipótese de Marcelo não deslanchar e continuar atrás do ex-governador Mão Santa em novas intenções de voto, a candidatura de Mão Santa não mais poderá deixar de existir, pois foi quem derrubou a garantia de Wellington se eleger no primeiro turno. Com Marcelo ou com Zé Filho, candidatura de Mão Santa é de vital importância para a garantia do segundo turno.(Tomaz Teixeira)

Tererê será vice-líder de Zé Filho e avisa: "vou combater mentiras”

Com a posse de deputados estaduais no primeiro escalão do governo Zé Filho, o suplente do PSDB Deuzimar Brito, o Tererê, retorna para a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). Além de legislar, o parnaibano tem a missão de ser vice-líder de Zé Filho na Casa.
“João Madison [líder] e eu faremos uma boa tabela. Nossa meta é combater a oposição, principalmente, no caso de mentiras que possam aparecer. Estamos preparados”, explica o deputado estadual.
Tererê entra para a vaga deixada por Roncali Paulo que deixa a Casa Legislativa para assumir o posto de novo ouvidor-geral do Estado. O cargo era ocupado, durante a gestão de Wilson Martins, por João Madison.
“Temos que ter essa postura porque a mentira tem velocidade de 200 km/minuto. Já a verdade sempre chega com uma hora de atraso. Quero ficar marcado como um deputado defensor da verdade”, garante.
 Lívio Galeno 
Com informações de Elivaldo Barbosa

NO FIO DA NAVALHA

Por:Zózimo Tavares(*)
O governador Zé Filho realizou ontem a primeira reunião de seu secretariado, com o objetivo de promover o entrosamento da equipe e dar as diretrizes de sua gestão. Como o tempo de mandato é pouco e as demandas são muitas, a palavra de ordem, no momento, é controle dos gastos públicos. Para que essa meta seja alcançada, o governador pediu prudência.
 "O Estado está equilibrado, mas vive no fio da navalha. Vamos estar vigilante e nos trilhos. Agora, vamos sempre continuar alertando a equipe para a necessidade de contenção de gastos", avisou o governador. Ficou claro, no encontro, que ele não tem a pretensão de inventar a roda e que há uma preocupação com a continuidade do projeto iniciado pelo governo Wilson Martins.
"Os projetos deixados estão andando. Agora, garanto que não vamos devolver nenhum recurso ao Governo Federal. Vamos ter atenção especial na prestação de serviços. Nossa prioridade será segurança e saúde com intensificação maior", garantiu o governador.
Ainda sobre o tema "controle de gastos", Zé Filho afirmou que vai ver de perto a gestão consciente acontecer. "Vamos pedir controle de gastos. Vou pedir relatórios à equipe, mas deixei que eles sentassem primeiro nas cadeiras. Agora vamos cobrar esses primeiros relatórios sobre a situação de cada pasta", explicou.
Quando assumiu, Zé Filho mandou suspender os últimos pagamentos feitos pelo governador Wilson Martins. Estima-se que esse montante tenha chegado a R$ 35 milhões. Ele esclareceu que a medida tem apenas o objetivo de deixar a nova gestão inteirada dos gastos e, consequentemente, de suas finanças, a fim de assegurar que o equilíbrio seja mantido.
A constatação do governador Zé Filho de que o Estado caminha no fio da navalha, financeiramente, não é nova. Nunca o Piauí nadou em dinheiro, a não ser durante o governo petista de Wellington Dias e, ainda assim, apenas nas manchetes da mídia local, em manchetes sopradas pelos governistas de então.
(Com informações do cidadeverde.com)

quarta-feira, 16 de abril de 2014

PMDB faz história como o único Partido a eleger 3 governadores da mesma cidade

Por:Benedito Gomes(*)
A bela cidade de Parnaíba, como todos sabem, é uma terra privilegiada, localizada no litoral do Piauí. Tem ainda o Delta que é formado a partir do encontro das águas do Rio Parnaíba com o Oceano Atlântico, único registro geográfico no mundo – o Delta do Parnaíba.
Mas não queremos falar de Delta e muito menos de oceanos. O foco deste comentário é o momento político que estamos vivendo no Piauí, onde Parnaíba se consolida, sem dúvida, como a terra dos governadores.
Basta citarmos que nos últimos 60 anos 4 parnaibanos governaram o Piauí, sendo que o PMDB foi o único Partido que conseguiu  eleger 3 desses governantes, nascidos na mesma cidade – Parnaíba.
Atualmente o parnaibano Antônio José de Moraes Sousa Filho governa o Estado. Zé Filho, como é conhecido, é um jovem cujo mandato, particularmente, não gostaríamos que se limitasse a 9 meses. Esse é o período apenas de uma gestação, onde os planos devem ser elaborados; as ideias formatadas para a formulação de um revolucionário projeto de governo para os próximos 4 anos.
Pessoalmente, como peemedebista que somos, não temos motivo algum para sair pelas ruas da cidade pedindo votos para o deputado federal Marcelo Castro, que se apresenta como o candidato à sucessão do atual governador. Os outros virtuais candidatos, cujos nomes já estão postos – Wellington Dias e Mão Santa, apesar de nada termos contra nenhum, já administraram o Estado, deram suas contribuições, cada um a seu modo. Porém, o momento é de novos ares, novas propostas, da abertura de espaços para as novas lideranças.
                                    Governador Zé Filho
É a vez de fazer valer a legislação que permitiu Wilson Martins assumir o governo, no lugar de Wellington Dias, e pleitear a reeleição. Nada mudou na lei, que serviu para Wilsão e não pode servir para Zé Filho?! Ele não é melhor, também não é pior do que nenhum dos políticos piauienses com mandato. Tem experiência, maturidade suficiente para formar uma boa equipe, de preferência sem os vícios naturais da política, tentando empreender no Piauí os rumos que levaram o Ceará a ser o que é, a partir da gestão do empresário Tasso Jereissati, que não loteou o Estado com “lideranças” que não pensam na população e nem em investimentos para o Estado,  mas tão somente em presentear  apaniguados com cargos comissionados.
É preciso, sim, sangue novo na política. Mudar as peças do xadrez e buscar novas jogadas, porque a forma como o jogo vem sendo conduzido não vem dando certo. Que o digam essas lideranças carcomidas que insistem em mentir, falando em conclusão do Porto de Luiz Correia, assunto do qual já falamos tanto e que nossas pesquisas nos  afirmam que o Porto do Piauí vai continuar sendo apenas um sonho fantástico.
(*)Benedito Gomes é contador -UFPI

Carlson Pessoa questiona transparência de teste seletivo da Prefeitura de Parnaíba

O vereador Carlson Pessoa usou da palavra ontem, na Câmara Municipal, para fazer vários questionamentos acerca da falta de transparência no teste seletivo realizado recentemente pela Prefeitura de Parnaíba, através da SEDESC- Secretaria do Desenvolvimento Social e Cidadania. Ele levou ao conhecimento de seus pares reclamações que chegaram ao seu conhecimento, a respeito do assunto.
Vereador Carlson Pessoa
Segundo as denúncias já publicadas na imprensa, "no dia 01/04  saiu a relação final dos candidatos, de acordo com a sua colocação. Na mesma página (site da prefeitura) tem a informação que seria divulgado um cronograma de apresentação dos candidatos, de acordo com sua colocação e cargo.Sempre que verificamos, o site e o facebook da Prefeitura nunca divulgaram um edital de convocação e nem  o tal do cronograma. Ligamos para a Sedesc e disseram que ainda não tinha previsão de resultado", diz a denúncia lida pelo vereador em Plenário.
E prossegue:"Hoje verificamos o site da Prefeitura e lá estava  a SEDESC dando boas vindas aos novos servidores. Por se tratar de um teste seletivo público, onde estão as informações necessárias a todos os candidatos? Devemos ir todos os dias na Sedesc buscar informações? No Diário Oficial só consta o resultado final. Não consta nenhuma convocação(...). Até o resultado final que saiu com os nomes eles modificaram no site da Prefeitura e botaram só o RG".
Para Carlson Pessoa "publicar número de RG não é a melhor forma de divulgar a lista de aprovados. Isso torna o concurso ou teste seletivo bastante questionável", disse o vereador. Ele fez um requerimento verbal pedindo que a SEDESC informe a razão de não haver usado a imprensa local para divulgar os aprovados com o número da inscrição e não apenas com o RG. Para a vereadora Fátima Carmino, ao omitir as informações necessárias neste tipo de processo a Prefeitura está ferindo o princípio básico da transparência. "Divulgar só o número do RG não é o correto", comentou.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...