Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Crime organizado disputa prefeituras no Piauí

Por: Zózimo Tavares
A presença de políticos vindos do Ceará nas eleições do Piauí é vista com desconfiança por muitas lideranças piauienses. Vários deles disputam mandatos de prefeito em cidades do Piauí que ficam na Divisa com o Ceará. Eles chegam nesses municípios esbanjando poder econômico. Alguns já estão até em campanha para renovar o mandato.
O assunto foi levado ontem para a Assembleia Legislativa pelo líder das oposições, deputado Robert Rios (PDT). Ele denunciou que grupos ligados ao crime organizado estariam ocupando o Piauí pelas divisas, vindos de cidades cearenses, como Parambu, e aqui disputam mandatos eletivos.  
Entre os deputados, eles são capazes de traçar um mapa com os municípios piauienses que estariam sendo invadidos pelos cearenses. Segundo os deputados, nas cidades que já controlam, esses forasteiros conseguem carrear recursos públicos diretamente de Brasília através de emendas parlamentares de políticos de outros Estados.
Muitos desses políticos chegam às cidades do Piauí como candidatos por trás de candidatos a prefeito, financiando suas campanhas através de agiotagem, conforme ainda relatos de deputados estaduais piauienses. Os forasteiros também estariam protegidos por aparado próprio de segurança, o que estaria inibindo a ação do Ministério Público.
Há denúncia também da presença, na política municipal piauiense, nestas eleições, de outros grupos vindos da Bahia que, como os cearenses, teriam o objetivo de derrotar as lideranças locais a qualquer custo e saquear as prefeituras. 
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (PMDB), também manifestou preocupação com a presença de pessoas do Ceará disputando prefeituras no Piauí. Ele fez um apelo às autoridades da segurança e da Justiça Eleitoral para que redobrem suas atenções para o problema.
Os municípios listados pelos deputados que têm atuação em diferentes regiões do Estado, próximas às faixas da divisa com o Ceará e a Bahia, chegam a quase uma dezena e todos eles são  pequenos.