Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

O cabo eleitoral nº 1

o governador Wellington Dias é o político mais solicitado para aparecer na propaganda dos candidatos no Piauí
Nem Lula nem Dilma. O político eleito como puxador de voto nestas eleições, no interior do Piauí, é o governador Wellington Dias. Ele passou ao largo de toda a longa crise vivida pelo seu partido, o PT, e aparece nas pesquisas de opinião com o seu governo aprovado por 70% dos entrevistados.
A última dessas pesquisas foi divulgada no mês passado pelo Instituto Vox Populi. Nela, Wellington Dias tem a aprovação de 71,67%. Os que desaprovam sua gestão são 20,17%. A pesquisa Vox Populi foi realizada com 600 entrevistas, no período de 26 a 31 de julho, sendo 70% na zona urbana e 30% rural.
A consulta foi realizada nos municípios de Barras, Bom Jesus, Brasileira, Buriti dos Lopes, Caldeirão Grande do Piauí, Curralinhos, Elesbão Veloso, Floriano, Joaquim Pires, Marcolândia, Marcos Parente, Milton Brandão, Morro Cabeça do Tempo, Oeiras, Parnaíba, Pedro II, Santa Rosa do Piauí, São João da Fronteira, São João da Serra, São Pedro do Piauí, Tamboril do Piauí, Teresina e União.
A aprovação de Wellington tem levado seus correligionários e políticos a correrem para tentar colar a imagem dele às suas. Assim, o governador aparece em muitas peças de propaganda política dos candidatos e também é disputado para participar de comícios e outros atos públicos. Nenhum outro político é tão assediado e requisitado nesta campanha.
Em todo o país, o PT apresentou nesta campanha uma redução de 35% no número de candidatos a prefeito, em relação à eleição de 2012. Entre as razões para a diminuição de candidaturas estão o sentimento antipetista reforçado pelas revelações da Operação Lava-Jato, o fim das doações empresariais para campanhas e o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O Piauí é a única exceção, pois a quantidade de candidaturas aumentou de 49, nas eleições de 2012, para 70 neste ano.

Isso tem a ver, claro, com a crescente avaliação positiva do governo Wellington Dias e a inconteste liderança política do governador, que se mantém sem arranhões. (Por:Zózimo Tavares)