Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 30 de outubro de 2016

Cadeirantes reclamam da acessibilidade na Av. São Sebastião

Cadeirantes tem dificuldades de acesso na Avenida mais importante de Parnaíba, a São Sebastião.
Esta faixa de pedestres sem a rampa de acesso fica em frente ao Comercial Carvalho
A mãe de um cadeirante congênito que faz tratamento de fisioterapia e precisa se deslocar 3 vezes por semana empurrando o filho ao longo da Avenida São Sebastião, em Parnaíba procurou a nossa reportagem para reclamar da falta de acessibilidade na avenida em tela.
Segundo a mãe que prefere não se identificar, no percurso que faz pela Avenida São Sebastião desde o Campus Reis Velloso da UFPI até a Rua Franklin Veras não existem rampas combinando com a faixa de pedestres, ou seja, quando tem rampa não tem faixa de pedestre e vice versa, exceto em frente ao Tiro de Guerra 10-012. Ela nos informou ainda que é obrigada a seguir até o TG 10-012 para atravessar a rua de forma segura, pois já tentou algumas vezes atravessar logo em frente a UFPI, mas é muito arriscado, pois apesar de existir a faixa de pedestre, não tem a rampa e para subir o meio fio para atingir o canteiro central é difícil e o tráfego é intenso no local o que traz riscos podendo ser atropelada.
Faixa de Pedestre em frente ao CEEP - Centro Estadual de Educação Profissional Ministro Petrônio Portela. Como as demais na Avenida São Sebastião, falta rampa de acessibilidade.
Por esta razão pedimos aos responsáveis pela engenharia de tráfego de Parnaíba que revejam esta questão para tentar combinar as rampas com as faixas de pedestre existentes em nossa cidade.
Faixa de pedestre em frente a UFPI - Campus Ministro Reis Velloso também sem a rampa de acessibilidade.
Rampa sem a faixa de pedestre, ou seja, de nada adianta. Esta fica em frente a Biblioteca Pública Estadual Ribeiro Magalhães
Por José Wilson | Jornal da Parnaíba