Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

ENTRE PT E 2018, WELLINGTON ESCOLHE A SEGUNDA OPÇÃO

GOVERNADOR AFIRMA QUE VAI CONVERSAR COM O PT SOBRE INGRESSO DO PMDB NA BASE; ELE DIZ QUE TEM QUE ATENDER A TODOS
Não adianta protestar. O governador Wellington Dias (PT) não vai mudar os planos de aliança com o PMDB devido reclamações dentro do PT. Em solenidade na manhã desta quinta-feira (27), ele falou sobre a insatisfação de lideranças petistas com a reforma administrativa, que deve ser anunciada até o final do ano.
O governador deixou claro que entre agradar ao PT e garantir a reeleição em 2018, ele escolhe a segunda opção. Os petistas temem perder espaços para o PMDB. Deputados da legenda reclamam que o governador não conversou com o partido sobre o assunto e cobram uma reunião. Estariam na mira do PMDB pastas como Saúde e Justiça.
Wellington afirma que não tem mais volta na aliança com o PMDB. Para ele, é “prego batido e ponta virada” a adesão dos peemedebistas ao governo. Ele diz que respeita o PT, mas que pensa na governabilidade.
“Vamos conversar, tratar com carinho essa questão. Agora tenho que cuidar da governança, e condições de ser correto com todos os líderes que são do lado do governo, que atuam e contribuem para o desenvolvimento do estado”, declarou.
Além do PMDB, legendas como o PTC e o PC do B devem ingressar na base. O PP do senador Ciro Nogueira pode ganhar mais espaço, apesar do partido ter apoiado o impeachment da presidente, Dilma Rousseff (PT). O PSD do deputado Júlio César Lima também continua no governo. (Política Dinâmica)