Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 6 de novembro de 2016

Governo quer encurtar férias dos parlamentares

Época

O governo iniciou as articulações políticas para que haja uma autoconvocação extraordinária do Congresso em janeiro de 2017, durante o recesso parlamentar, com o objetivo de apressar a tramitação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados.
A estratégia tem o apoio do futuro líder do governo no Congresso, Romero Jucá (PMDB-RR), mas é considerada "arriscada" pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
Na tentativa de acelerar a tramitação da reforma previdenciária nas comissões e dar novo sinal de austeridade ao mercado, o governo atua, nos bastidores, para encurtar as férias dos parlamentares, previstas para começar em 22 de dezembro.
O ideal, para o Palácio do Planalto, é que todos retornem ao trabalho em 10 de janeiro.
O presidente Michel Temer não quer, porém, enfrentar o desgaste de convocar o Congresso em caráter extraordinário.
A ideia é convencer deputados e senadores aliados da importância da medida, em nome do "interesse público".