Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Prefeito eleito Mão santa critica abandono aos esportes pelos gestores de Parnaíba

Gláucio entrevistou Mão Santa
Em entrevista concedida na semana passada ao repórter esportivo Gláucio Resende o prefeito eleito de Parnaíba, Mão Santa, lamentou o pouco investimentos feito pelas últimas administrações municipais no setor esportivo.E criticou a omissão lembrando que depois de sua gestão como prefeito, há 28 anos, quando foi construído e inaugurado o então "Estádio Mão Santa, nada mais de relevância foi feito neste setor. E explicou: "Não fui eu quem deu o nome ao estádio. O então presidente da Câmara Municipal, vereador Gerardo Cavalcante, que ficou no meu lugar durante uma viagem que fiz à Europa (o vice-prefeito também havia viajado para o Rio), foi quem deu o nome. E há na lei orgânica do município uma determinação que não devem trocar de nome e trocaram", comentou Mão Santa.
Ele disse ainda que, por haver sido construído há 28 anos, o estádio hoje está pequeno. "Estamos pensando em aumentar. Mas quem vai decidir são os engenheiros. Mas vamos aperfeiçoar, inclusive na parte de iluminação, banheiros, etc."
ABANDONO
                 Quadra Poliesportiva "Frei Higino" abandonada
Mão Santa reconhece que em Parnaíba já existem hoje muitos espaços onde o esporte pode estar sendo praticado, até mesmo como tentativa de tirar os jovens do ócio e dos vícios. "Mas está tudo abandonado. Vamos recuperar para valorizar também o profissional de educação física. Vamos valorizar o esporte porque o esporte ensina a trabalhar em equipe. Tem leis e regras e o craque é obediente às leis", disse Mão Santa, lembrando que, quando governador do Estado, determinou que em toda cidade do Piauí tivesse uma quadra esportiva. Agora, como prefeito outra vez, prometeu valorizar o esporte em geral.
Perguntado pelo repórter se iria dar uma atenção especial ao Parnahyba Sport Club, que é nosso único time profissional, Mão Santa foi categórico: "O time terá o nosso apoio. Mas ele é particular, privado. E o nosso compromisso é com toda a cidade".