Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Deputado denuncia, em carta, disparidade nos recursos distribuídos entre times piauienses

O deputado federal Francisco Paes Landim (PTB) denunciou, em carta direcionada ao Governador Wellington Dias (PT) a disparidade dos recursos distribuídos entre os times de futebol piauiense. Segundo ele, o Governo mantém algum tipo de discriminação contra o time do Parnahyba Sport Club, que há anos não recebe incentivos governamentais, mesmo atuando no cenário esportivo igualmente aos clubes do River, Flamengo do Piauí e Altos.
Segundo a denúncia feita pelo deputado, este ano o Parnahyba disputará juntamente com o River e Altos a Copa do Brasil e a Série D do Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, há um desequilíbrio provocado pelo Governo que, de acordo com ele, doou um milhão e meio para o River e quinhentos mil para o Flamengo, entre outros apoios e nada para o Parnahyba.
Ele conta que no último final de semana, com a falta de incentivo, o time precisou buscar outros meios para conseguir se deslocar para uma partida que aconteceu no município de Picos. O deputado Paes Landim afirma que ajudou junto com outras três pessoas e mais o ex-governador Zé Filho, que contribuiu com R$ 5 mil.
Dentre outros fatores, o deputado lembra que na gestão do ex-prefeito José Hamilton, a frente da Prefeitura de Parnaíba, o clube recebia mensalmente R$ 50 mil, e ainda tinha disponível ônibus e hospedagens nos deslocamentos do time para as disputas pelo campeonato piauiense.
O deputando ainda conta que na época, com o incentivo público, o time se destacava no cenário esportivo e chegou a alcançar quatro títulos em campeonatos.  Já na gestão seguinte o recurso foi reduzido, mas ainda sim o time mantinha sua classificação no esporte.
Em carta encaminhada ao governador Wellington Dias o deputado descreve a situação vivida pelo time e apela para que essa situação, contra o time, acabe. Ele lembra que emendas parlamentares individuais, feitas pelos deputados Juliana Falcão. R. Hélio e José Hamilton, de 2016, ainda não foram pagas.