Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Prefeito Mão Santa e secretário de saúde visitam instalações da UPA do Bairro Piauí

Acompanhado do secretário municipal de saúde, Valdir Aragão, da secretária de infraestrutura, Maria das Graças e dos engenheiros Thiago Rodrigues e Eduardo Sampaio, o prefeito de Parnaíba, Mão Santa, visitou na tarde desta quinta -feira (16) o prédio onde deveria estar funcionando uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24 horas, uma parceria entre a Prefeitura e o governo federal. As obras do prédio foram concluídas na gestão passada mas, segundo o ex-prefeito Florentino Neto, faltaram os equipamentos, embora ele tenha anunciado diversas vezes que já contava com emendas de parlamentares da bancada federal para tal aquisição, o que não ocorreu, estando atualmente aquela estrutura se transformando lentamente num “elefante branco”.
O Prefeito disse na ocasião que, “uma UPA dessas, tipo III, para atender 11 municípios circunvizinhos, a prefeitura não pode assumir, porque vai quebrar o sistema de saúde do município. Vou comprometer os recursos das creches, das escolas...e será que os prefeitos desses municípios vão nos ressarcir nas despesas?” – comentou. Quanto às emendas parlamentares, anunciadas pelo gestor passado, ele disse que “conheço essas coisas e isso não existe. O governo federal só repassa cerca de 13% dos recursos de emendas”, declarou, fundamentado em dados da Confederação Nacional de Municípios.
Mão Santa disse também haver conhecido uma UPA bem menor, em Timon, no Maranhão, cidade do mesmo porte de Parnaíba. “Lá funciona com 5 médicos plantonistas, à base de 3 mil reais por plantão. Aqui a despesa seria quase o dobro, o sistema iria quebrar”, pontuou. “Isso sem contar que colocando a UPA dessas para funcionar são necessários 3 meses de funcionamento para o Ministério da Saúde reconhecer e começar enviar recursos”, arrematou o secretário Valdir Aragão.
O prefeito e o secretário de saúde informaram que estão agendando uma audiência com o Ministro da Saúde, a fim pedirem autorização paradtransformar a UPA de Parnaíba em tipo II, que seria mais fácil de administrar.
O programa de instalação de UPAs em todo o país é ainda dos governos dos ex-presidentes Lula e Dilma. Para Mão Santa, são frutos de ideias megalomaníacas, de grandeza sem responsabilidade. “Esses sonhos mirabolantes são ilusão. Nosso secretário de saúde tem que a responsabilidade de manter as outras unidades. Não temos a vaidade de botar para funcionar uma unidade para fechar outras”, finalizou Mão Santa.