Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 3 de março de 2017

Mão Santa será recebido em Brasília pelo Ministro da Saúde quarta-feira (8)

Mão Santa irá com Senador e deputado federal
O prefeito de Parnaíba, Mão Santa, já tem data marcada para audiência em Brasília com o Ministro da Saúde, Ricardo Barros. Será na próxima quarta feira (8), quando tratará com ele, dentre outros assuntos, sobre a situação da UPA 24 horas que há quase um ano teve o prédio concluído, ainda na gestão do ex-prefeito Florentino Neto, mas não foi colocada em funcionamento por falta de equipamentos. Devem acompanhar o prefeito, nesta audiência, representantes da bancada federal do Piauí, como os senadores Elmano Férrer e Ciro Nogueira, além do deputado federal Paes Landim.
Embora o ex-prefeito Florentino tenha anunciado diversas vezes que já contava com emendas de parlamentares da bancada federal para adquirir os equipamentos, o que não ocorreu, o prefeito Mão Santa disse que é inviável a forma como a UPA foi concebida, para atender pacientes 11 municípios da região.
“Uma UPA dessas, tipo III, para atender 11 municípios circunvizinhos, a prefeitua não pode assumir, porque vai quebrar o sistema de saúde do município. Vou comprometer os recursos das creches e das escola, será que os prefeitos desses municípios vão nos ressarcir nas despesas?” – comentou Mão Santa. Quanto às emendas parlamentares, anunciadas pelo gestor passado, ele disse “conheço essas coisas e isso não existe. O governo federal só repassa cerca de 13% dos recursos de emendas”, declarou, fundamentado em dados da Confederação Nacional de Municípios.
O programa de instalação de UPAs em todo o país é ainda dos governos dos ex-presidentes Lula e Dilma. Para Mão Santa, são frutos de ideias megalomaníacas, de grandeza sem responsabilidade. “Esses sonhos mirabolantes são ilusão. Nosso secretário de saúde tem que a responsabilidade de manter as outras unidades. Não temos a vaidade de botar para funcionar uma unidade para fechar outras”, finalizou Mão Santa.
(Sup. de Comunicação  - PMP)