Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 4 de março de 2017

O que fez e o que fará o PMDB com a aliança petista?

Pode-se até dizer que o PMDB aceitou o que o PP não quis. Não é bem assim. A proposta aos progressistas foi bem além do aceitável. A intriga foi estabelecida, mas o nível da convivência pode ser medido pelas palavras do senador Ciro Nogueira, presidente nacional da sigla, “de que o PP precisa ser respeitado”
Já o PMDB, é essa caixinha fácil de decifrar, dividida e que sempre é apontada como fiel da balança “em nome da governabilidade”.
Apenas a figura do governador Wellington Dias é apontada na sigla como depositário fiel. E, ainda assim, com forte resistência interna, de ambos lados.
Muitos petistas apontam um balão do PMDB em 2018 e resistem ao fatiamento, partilhar e repactuar forças.
Já os peemedebistas, encabeçados pelas principais lideranças da sigla fazem jus ao estilo e trabalham pelo ingresso no Governo certos que, a qualquer tempo e hora, é possível mudar o curso. Basta um entendimento.
Um entendimento que, certamente, em função da proximidade de Themistocles Filho e Joao Henrique Souza passará e será costurado junto ao presidente da República, Michel Temer.(Elizabeth Sá)