Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 29 de março de 2017

Piauí vira a 'República dos Suplentes'

No site da Assembleia Legislativa, a Galeria dos Suplentes, visitada ontem, já está desatualizada
A Assembleia Legislativa aprovou ontem, por unanimidade, o pedido de licença do deputado Pablo Santos (PMDB) para assumir a direção da recém-criada Fundação de Serviços Hospitalares do Piauí. Com a ida do parlamentar para o governo, o Piauí ganha um deputado estadual a mais, pois será convocado o 14º suplente da atual legislatura, Mauro Tapety (PMDB).
A engenharia política que transformou o Piauí na “República dos Suplentes” foi concebida no Palácio de Karnak. Ela busca, fundamentalmente, a reeleição do governador Wellington Dias, pois nem o Estado precisa de tanto deputado nem o próprio governador carece de mais apoio na Assembleia. Pelo menos 26 deputados votam com ele em todas as situações. Os demais, em muitas delas.
Para abrir caminho para tanto suplente, o governo montou uma verdadeira operação de guerra, chamando para a sua equipe nada menos que dez deputados estaduais. São eles: Flávio Nogueira – PDT (Turismo); Fábio Novo – PT (Cultura); Fábio Xavier – PR (Cidades); Francisco Limma – PT (SDR); Gessivaldo Isaías – PRB (Trabalho e Empreendedorismo); Hélio Isaías – PP (Defesa Civil); Janaina Marques – PTB (Infraestrutura); Nerinho – PTB (Desenvolvimento Econômico e Tecnológico); Pablo Santos – PMDB (Fundação Hospitalar) e Zé Santana – PMDB – (Sasc).
A operação foi um tanto sofisticada, pois suplente, depois de virar deputado, virou secretário, para dar a vez a outro suplente. Os suplentes chamados até aqui para assumir cadeira na Assembleia foram: Aluisio Matins (PT); Antônio Félix (PSD); Antônio Uchoa (PRTB); Belê Medeiros (PP); Cícero Magalhães (PT); Francis Lopes (PRP); Henrique Rebelo (PT); Joel Rodrigues (PP, eleito prefeito de Floriano); José Hamilton (PTB) e Ziza Carvalho (PDT), além de Ismar Marques (PSB, a caminho do PMDB) e Mauro Tapety (PMDB).
Os piauienses elegeram 30 deputados estaduais em 2014, mas, pela primeira vez na história, 14 suplentes foram convocados para assumir os mandatos. (Por:Zózimo Tavares)