Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 11 de junho de 2017

Briga de Robert com a Polícia pode ressuscitar caso do jatinho e resort

CASOS DE CORRUPÇÃO NO KARNAK – O governador Wellington Dias espera que neste final de semana os ânimos do deputado estadual Robert Rios se acalmem um pouco. O deputado Robert sozinho tem feito mais barulho que os 40 deputados do chefe do governo.  Quarenta? Sim, o bolso do contribuinte piauiense paga mais de 15 suplentes que foram derrotados nas urnas e o governador do Piauí colocou dentro da Assembleia Legislativa ao nomear mais da metade dos eleitos para serem secretários em seu governo.
Mas, a briga não deve parar agora. Na edição do Diário do Povo desta sexta-feira(09), o deputado Robert Rios acusa a cúpula do governo de tentar usar a prisão de um casal de policiais civis para tentar atingi-lo.  Segundo o próprio Robert Rios, o casal não tem nada a ver com as fraudes nos concursos, mesmo assim foram presos, na opinião do deputado, por serem seus amigos há mais de 20 anos e como Robert faz oposição ao governo estariam tentando prejudicá-lo.
A matéria do Diário do Povo fala de uma carta escrita por um dos presos informando que foi torturado para confessar o nome de Robert Rios e do ex-secretário de Segurança, James Guerra, como “envolvidos na fraude”.
Robert Rios garante que continua mantendo boa relação com o secretário de Segurança, Fábio Abreu, e acredita que o governador Wellington Dias vai contornar a situação.
AÇÃO E REAÇÃO –  Mas, o deputado está agindo e já apresentou requerimento dirigido ao delegado Geral da Polícia Civil do Piauí, solicitando com brevidade, informações sobre a quantidade de inquéritos policiais foram instaurados ou investigações realizadas, visando apurar os crimes de corrupção praticados nos últimos dois anos no Estado. Ou seja, quer saber se a Polícia Civil tem algum inquérito para apurar corrupção com o mal uso de recursos e bens estaduais no atual governo.
CASO DO JATINHO DO VINÍCIUS DIAS –  Para justificar o requerimento, Robert diz que imprensa local tem insistentemente, divulgado práticas de corrupção e desvios de conduta de agentes públicos, e citou, entre as divulgações, a utilização de aeronaves e superfaturamento de obras, por agentes públicos e até familiares, desvinculados e estranhos à administração.
Ou seja, se a briga esquentar ainda mais, já que está chegando nos círculos de amizade, então casos como do jatinho do governo usado pelo filho do governador em viagem para o litoral, as denúncias de superfaturamento de dicionário apresentadas contra a esposa do governador Rejane Dias e outros casos começarão a ser temas de debates na Assembleia Legislativa.
A história do uso do jatinho do governo quase foi alvo de uma ação popular para que o filho do governador devolvesse o dinheiro das despesas aos cofres públicos, mas até agora, nem a OAB, nem o Ministério Público resolveram agir. Até o momento, não se sabe se realmente essa Ação Popular para devolver o dinheiro existe, ou não. (Código do Poder)