Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Crise: “Não fui eleito para apenas administrar a folha e os investimentos têm que continuar”- diz Mão Santa.

                                              Mão Santa e Gil Borges
O prefeito de Parnaíba, Mão Santa, disse estar atento à crise financeira que se instalou no país, que chegou ao ponto máximo nos últimos 13 anos “graças à roubalheira e aos atos de corrupção dos aloprados do PT”, porém, ao contrário do Governo do Estado que já admite até a possibilidade de atrasar salários, a Prefeitura de Parnaíba está buscando manter a máquina funcionando, dentro de um equilíbrio razoável que vai permitir a manutenção de pagamento aos servidores em dia e investimentos em obras básicas que a população necessita e que tem sido a prioridade do governo desde o início do ano.

Em reunião com o secretário de fazenda, Gil Borges, ele alertou para a necessidade de corte de gastos, pediu austeridade aos secretários e  que o pagamento de salários continue sendo prioridade, mas que o calendário das obras que estão sendo realizadas não seja descontinuado. “O povo da Parnaíba não me elegeu apenas para administrar a folha de pagamento. Nós precisamos continuar realizando e inaugurando obras, porque são necessárias e o povo passou muito tempo esperando que elas acontecessem”, destaca o prefeito.

Mão Santa pediu ainda ao secretário de fazenda que encontre mecanismos para o município arrecadar, “porque é com o dinheiro dos impostos, como IPTU e ISS, por exemplo, que vamos poder continuar fazendo calçamento, asfaltos, resolvendo problemas primários dos setores de infraestrutura, saúde e educação”, frisou.

De acordo com o prefeito, a secretária de infraestrutura, Maria das Graças Nunes, vem tomando todas as providências para que os convênios e parcerias com o governo federal, alguns dos quais paralisados, sejam sequenciados, porque “não podemos admitir que Parnaíba perca investimentos em obras já iniciadas e tenhamos que devolver recursos”, disse.

De acordo com informações da própria secretária, Maria das Graças, as obras de saneamento do município, que constam do PAC II, deverão ser continuadas, após a solução de uma série de pendências. “Estamos até conseguindo baixar o valor da contrapartida. As obras do Centro de Iniciação aos Esportes (CIE), no conjunto Dom Rufino, resgatamos os recursos e vamos concluir, com previsão de inaugurar ainda este ano; resgatamos todos os recursos do Matadouro Municipal, que pretendemos entregar à população em outubro, além de havermos regatados os recursos para a construção de um alambrado ao redor do “CEU das Artes”, no Bairro Piauí”, disse a secretária.

Para se ter uma ideia do que Parnaíba poderia perder, não fosse o empenho do governo Mão Santa, A obra do CIE está orçada em R$ 3,6 milhões vai contemplar ginásio poliesportivo com arquibancada para 195 pessoas, área de apoio (com administração, sala de professores/técnicos, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa, depósito, academia, sanitário público) e pista de atletismo. Esta estrutura compreende o modelo III disponibilizado pelo Ministério dos Esportes, para os municípios que disponibilizam terreno de 7.000 m².
(Sup. Municipal de Comunicação -PMP)