Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Deu no Jornal "Tribuna do Litoral": HIPOCRISIA!

Hipocrisia
Foi preciso 3 reuniões extraordinárias para que os vereadores de Parnaíba aprovassem, no início da semana passada, um projeto de lei, do Poder Executivo, autorizando a permuta de imóveis de propriedade do município, por terrenos do advogado Antônio Cajubá de Brito Neto. Conforme explicou o procurador Geral do Município, advogado Ricardo Viana Mazulo, desde 2014 a área da rua ao lado do Parnaíba Shopping enfrentava uma luta judicial, “mas agora finalmente será possível executar as obras que necessitam ser feitas na região. Com a permuta autorizada pela maioria dos vereadores, finalmente será asfaltada a rua ao lado do shopping e teremos mais espaço para o despejo das águas das chuvas, retiradas das zonas alagadas” disse Mazulo. Diante dessas e de outras explicações, há de se pensar que foi fácil a votação do projeto, mas não foi. E a dificuldade foi tanto para aprová-lo que, ao final,  5 vereadores se abstiveram de votar.
Hipocrisia II
Por que tanto barulho e tantas alegações dificultando a aprovação de uma matéria positiva para o município? E se assunto da permuta dos terrenos vinha sendo tentada desde  a gestão Florentino Neto, que nada conseguiu por falta de diálogo e excesso de arrogância, por que tanta argumentação agora? Partindo exatamente de vereadores que sempre aprovaram tudo o que lhe era imposto pelo gestor passado, sem nenhuma discussão? Eram da bancada do “amém”. E aprovaram doação de terrenos a “3 x 4”, para quem o prefeito bem entendesse e ainda davam “parabéns” ao gestor. Será que querem agora que a população ache serem eles os defensores do povo, contra as supostas maldades do atual prefeito? Ora, o negócio foi extremamente bom para a cidade, embora nem tanto para a outra parte, que, comenta-se, teria perdido financeiramente. E por que tanta hipocrisia agora?
Hipocrisia III
Falando em hipócritas, um assunto remete a outro. Recentemente, após haver estado na Câmara Municipal o secretário de saúde, Valdir Aragão, junto com assessores; falado da situação caótica em que encontrou saúde no município; das providências que estavam sendo tomadas e das falhas ainda existentes e das  dificuldades que continuavam e estavam sendo enfrentadas, apareceram alguns vereadores, aproveitando a presença de um grupo de odontólogos, que foram pedir apoio para questões de salários, problema também ainda da gestão passada, aproveitaram para detonar o sistema de saúde municipal, como se todos os problemas existentes fossem culpa apenas e tão somente da gestão Mão Santa. E foram vereadores, como Ronaldo Prado, por exemplo, que na legislatura passada só faltava ir aos bofetes com os vereadores de oposição, Carlson Pessoa e Bernardo Rocha, quando estes falavam da falência do sistema, promovido pelo ex-prefeito! Vereadores da base do ex-prefeito nunca falaram dos postos de saúde fechados, das grandes filas para atendimento, nem do sucateamento do setor de saúde bucal. Era só aplausos e “parabéns”.  Agora, de forma hipócritas, querem assumir o papel de defensores do povo, embora no governo passado só defendessem interesses próprios e as dezenas de portarias que recebiam para distribuir com eleitores e parentes.