Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 21 de junho de 2017

O crime vence

Por:Arimatéia Azevedo
O sucateamento da polícia investigativa no Piauí chegou a níveis alarmantes em Teresina, principalmente com a falta de policiais e de incentivo, sobretudo financeiro, para os que estão na labuta do dia-a-dia. Talvez o mais importante distrito policial da capital, por situar-se na zona dita mais nobre, pois, dos endinheirados, o 12º tem apenas dois investigadores que certamente se dividem em duas equipes, do ‘eu sozinho’, ou seja, um sendo chefe dele mesmo. Como se isso não abastasse, o atual governo extinguiu a função de chefe de investigação não só no 12º, mas em todas as delegacias. Também não existem mais os chefes dos cartórios e o plantão foi abolido. Possivelmente, para alguns, isso não representa muito, mas para o policial uma gratificação de R$ 500,00 é bem significativa em seu orçamento. Isso, entretanto, virou ficção na polícia civil do Piauí e o resultado é o estado de coisas que se vê: bandidos desafiando a tudo e a todos e agindo como se demonstrasse não ter medo da polícia que existe. Os dados levantados mostram que esta última segunda-feira foi a mais violenta dos últimos dez anos. Para melhorar a atuação do bandido, a maioria das delegacias, se de segunda a sexta-feira já funcionam precariamente, no sábado, domingo e feriados ficam praticamente de portas fechadas e a população tendo apelar sem saber a quem recorrer. Um velho policial chegou a lamentar: o que estava ruim ficou pior ainda, porque a maioria dos agentes policiais civis está desmotivada, embora a propaganda oficial tente mostrar o contrário. Enquanto isso, o crime vence.