Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Quando a incompetência da oposição a leva ao descrédito e ao ridículo

                                        Imagem ilustrativa
Para os observadores atentos a oposição ao prefeito Mão Santa continua devagar, quase parando. Os que foram alugados para fazer comunicação contra, com as exceções devidas à regra, fazem-na de forma torta, sem decência, sem ética. Sempre agindo de maneira obscura, nos porões, nas sombras, só conseguem errar, porque se apegam desesperadamente à mentira e aos factoides, bem ao modus operandi do PT. E o resultado é credibilidade zero.
Invasões
Lá atrás, ainda no início do governo Mão Santa, divulgaram a demissão do secretário de saúde Valdir Aragão. Depois, “demitiram” em seus blogs o superintendente de cultura Teófilo Lima. E deram ampla cobertura àquela “estória” de que o prefeito Mão Santa estaria mandando invadir terrenos. E tudo foi esclarecido, colocado em seus devidos lugares.
Terrenos
Agora, no último final de semana, jogando muito baixo, propagaram que  a Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedesc) estava fazendo cadastro para doação dos terrenos do “Mutirão Solidariedade”. Nunca procuraram ninguém da prefeitura para receber informações corretas, antes de espalharem, de forma criminosa, a mentira. Com equilíbrio, tudo foi contornado e quem espalhou a fofoca ficou com cara de paisagem.
Por quê?
Pessoas que se propõem profissionais da comunicação, embora ainda amadoras, começam exercer a profissão de forma torpe, obtusa, como se a informação só tivesse um lado. Sem direito ao contraditório. Claro que o jornalismo sério também tem erros. E quando existem, é impositivo serem admitidos. Mas, a forma como se posicionam os opositores da administração municipal, enceguecidos pela “dor-de-cotovelo”, por haverem tido a chance de fazerem e não terem feito, termina por transformar o que fazem num desserviço pra a cidade e sua população.
Que mal?
Que mal faz o prefeito Mão Santa à cidade, quando tenta fazer o que não foi feito por eles durante os últimos 12 anos? Por isso Mão Santa tem pressa. Enquanto seu antecessor passou todo o primeiro ano de governo guardando dinheiro para aplicar em obras no ano seguinte, como diziam seus vereadores, o que acabou não acontecendo, Mão Santa realiza obras desde os primeiros 15 dias de gestão. Há erros? Sim, há erros, carência de ajustes, porque a máquina administrativa estava viciada há 12 anos com o “modus operandi” do PTB/PT e PT/PTB. Mas, rigorosamente, tudo vai melhorar. Com fé, esperança e amor.