Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Romero Jucá pode atrapalhar os planos do PMDB no Piauí

Quinze dos vinte e um prefeitos do PMDB no Piauí entregaram ao presidente Michel Temer nesta terça-feira (08/08), um documento com reivindicações para os municípios piauienses e um pedido para que a direção nacional do partido defina a posição da sigla para as eleições do ano que vem. Os prefeitos foram para a audiência com Michel Temer levados pelo presidente nacional do SESI (Serviço Social da Indústria), ex-ministro João Henrique de Almeida Sousa.
“Foi um encontro rápido, mas bastante proveitoso, porque os prefeitos tiveram a oportunidade de entregar ao presidente Temer um documento com suas reivindicações e aspirações”, disse João Henrique. 
Antes da audiência com o Presidente, eles se reuniram com o presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (PMDB-RR), e diretores da Fundação Ulysses Guimarães, o órgão de formação política do partido.  
Ao presidente Temer, os prefeitos entregaram um documento pedindo obras de infraestrutura e projetos de desenvolvimento para os municípios, políticas públicas para o enfrentamento da seca e recursos extras para colocar em funcionamento as patrulhas mecanizadas doadas aos municípios pelo Governo Dilma (PT). Segundo os prefeitos, as máquinas estão ociosas e se deteriorando por falta de uso e ante à incapacidade financeira das prefeituras para custear as despesas de operação e manutenção.
Os prefeitos também querem do presidente Temer e da Direção Nacional do PMDB uma posição clara e definitiva acerca das candidaturas e coligações do partido para as eleições para o Governo do Estado no próximo ano. Os prefeitos peemedebistas reclamam que têm recebido pouca atenção das lideranças do PMDB no Piauí e defendem a candidatura própria do partido. 
“É inadmissível o PMDB ficar junto com o PT em 2018. Por isso queremos uma posição definitiva de clara da direção nacional”, cobrou o prefeito de Porto Alegre, Márcio Neiva.
O presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (PMDB-RR), disse na reunião com os prefeitos peemedebistas do Piauí que vai propor à direção nacional a proibição de alianças do partido com o PT e o PC do B para as eleições do ano que vem. Segundo ele, o PT e o PC do B são adversários políticos do PMDB em nível nacional e não faz sentido subirem nos mesmo palanque nos Estados.
“O PT e o PCdoB esculhamba com o PMDB e o Governo Temer em todo o país. Não tem porque a gente ficar coligado com esses partidos nos estados”, afirmou Jucá aos prefeitos na reunião, na sede nacional do PMDB. 
Romero Jucá defendeu ainda uma união do partido em torno de uma eventual candidatura de João Henrique ao Governo.
“No Piauí nós temos a pré-candidatura do João Henrique, que é competitiva, que une o partido e vamos trabalhar no sentido de buscar caminhos para que nós tenhamos condição de lançar e ganhar a eleição”, disse.
Para Romero Jucá, o PMDB é hoje a maior força política do país, com o maior número de parlamentares e de prefeitos. 
“Nós temos todas as possibilidades de lançar candidaturas fortes em todos os estados. E vamos começar a nos preparar para isso, ouvindo os deputados, os prefeitos e as bases”, acrescentou.(Blog do Douglas Cordeiro)