Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 10 de setembro de 2017

Delação de Palocci atinge de morte o ex-presidente Lula e dificulta a reeleição de W. Dias!

A frieza e revelações feitas na delação do ex-ministro Palocci, joga por terra a candidatura e encerra a carreira do ex-presidente Lula. No Piauí, a reeleição do governador Wellington Dias, exige do líder maior do PT no Piauí, uma mudança radical, deixando-o entre a cruz de Lula e a espada do povo!
Nem os grandes líderes maiores do Piauí, Petrônio Portela e Alberto Silva, alcançaram, quando candidatos a governador, as marcas vitoriosas de Wellington Dias, um fenômeno difícil de ser batido: três eleições com três vitórias no primeiro turno.
Entretanto, Wellington Dias, de repente, menos de 24 horas depois de ter recepcionado o Presidente Lula, com apoio inclusive, para a coroação de um título de Dr. Honores Causa na UFPI, viu o inferno das delações de Palocci, cair como um furacão na sua corrida pela reeleição.
Se a Justiça acatar as delações de Palocci, Lula será punido pelo rigor da Lei, consequentemente, o PT cairá na desgraça da impopularidade, levando o Governador do Piauí a contar até 10, para decidir que rumo tomar, com a inevitável desmistificação do PT e do falso mito Lula, que de Rei do PT e ídolo popular, vai inevitavelmente, residir na Papuda.
Somente um advogado do DIABO, poderá salvar Lula da derrocada que o ameaça.
Por outro lado, aqui no Piauí, um governador eleito e reeleito 2 vezes no primeiro turno, tem que tomar uma decisão capaz de afastá-lo da desgraça que avança para destruir a sigla: PT!!
Negar a liderança de W. Dias no interior é desconhecer a realidade e lógica dos números, mas, o fato do desgaste ético e moral do seu partido, o PT, o deixa entre a cruz e a espada, pois, terá que tomar uma decisão que o afaste do Titanic Lula, que acabou de se chocar ao ICEBERG Palocci, e com certeza será levado a pique.
Wellington tem que pensar calcular e decidir rápido, pois, terá pouco tempo para trocar de partido, pois tem que ser até um ano antes das eleições, e a data está bem aí, no mês de outubro.
Se continuar no PT e com o desgaste crescente que ameaça o Partido dos Trabalhadores, do ponto de vista ético e moral, W. Dias, correrá o risco de afundar na mesma areia movediça, caso insista em continuar puxando e segurando o braço do amigo que entrou em desgraça, o popular Luiz Inácio Lula da Silva. 
Também, outras siglas como PMDB, PP, PTB, PDT e  aliados dos governos de Lula e Dilma, todos com integrantes maculados de morte, pela Lava Jato, dificilmente, sobreviverão.
O povo nas ruas e nas rodas já comenta: é tudo ladrão!!
Depois que jogarem na peneira todos os políticos, o punhado que vai sobrar claro, que não ficarão e nem continuarão nessas siglas maculadas. Novas siglas vão surgir, e, quem estiver limpo, mas, limpo mesmo, sem mácula nenhuma, poderá na sombra de uma sigla nova, pensar numa reeleição e na continuação de sua carreira política. Do contrário, todos cairão em desgraça, juntos com todos aqueles que roeram do queijo maldito da Petrobras, a Lava Jato. Aliados de Lula, Dilma e Temer, vão sofrer a desgraça do repúdio popular.
É governador, a sua situação é delicada. O Sr. tem menos de um mês, para analisar todo esse quadro de derrocada política, que assola o nosso país, e criar uma arca de Noé, para levar consigo, todos aqueles que se dispunham a lhe apoiar nessa sua terceira reeleição e quarto mandato de governador, um fato inédito na história do Piauí.
Esse é o quadro real, que vive hoje, o Brasil, o Piauí e por via de consequência, o governador Wellington Dias, que corre o risco de ser contaminado pelo raio fulminante, que vai pegar de cheio, Lula, Dilma, Temer e seus seguidores maculados pela maldição da Lava Jato.
É a nossa dura e implacável opinião de hoje, doa a quem doer!!! (Tomaz Teixeira)