Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

SEM TRANSPORTE ESCOLAR, ALUNOS DEIXAM DE IR À ESCOLA NO PIAUÍ

Escola do povoado Salgado, o maior do município, é uma das mais afetadas com a suspensão do serviço desde o 1º semestre (Foto: PoliticaDinamica.com)Escola do povoado Salgado, o maior do município, é uma das mais afetadas com a suspensão do serviço desde o 1º semestre (Foto: PoliticaDinamica.com)
Centenas de estudantes da rede estadual estão sem transporte escolar desde a primeira quinzena de junho no município de Dom Inocêncio, a 615 km de Teresina. Após o retorno das aulas no segundo semestre, os carros que faziam o transporte dos alunos da zona rural pararam de rodar e os pais estão sendo obrigados a tirar dinheiro do próprio bolso para manter os filhos estudando. Quem não pode, vê os jovens deixarem de ir à escola.
O transporte da maior parte dos estudantes da rede estadual era feito por ônibus mantidos pela prefeitura, através de uma pactuação com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc). Mas desde junho a parceria deixou de ser executada e os alunos ficaram sem transporte. Com a falta de solução entre prefeitura e Estado, alguns alunos pararam de frequentar as escolas.
A falta do transporte atinge localidades onde funcionam anexos escolares com ensino médio e ainda os alunos que se deslocam para estudar na zona urbana. O município de Dom Inocêncio possui uma das maiores extensões territoriais do Piauí e devido à ausência do transporte escolar do Estado, os estudantes que podem optam por percorrer as estradas de chão em motocicletas para poderem chegar até a escola.
Seduc, comandada por Rejane, deixou alunos sem transporte escolar no município de Dom Inocêncio, no Sul do Piauí (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)Seduc, comandada por Rejane, deixou alunos sem transporte escolar no município de Dom Inocêncio, no Sul do Piauí (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)
A pescadora Aldenora dos Santos Sousa, moradora da localidade Moreira, conta que a filha de 18 anos parou de ir à escola desde quando as aulas retornaram no segundo semestre. Sem ter como percorrer 24 km até o povoado Salgado, onde fica a escola, a menina deixou de assistir as aulas no 3º ano do ensino médio. As turmas de ensino médio mantidas pela rede estadual nas localidades rurais em Dom Inocêncio funcionam no turno da noite.
“Minha filha não está indo para a escola porque o transporte parou de rodar desde a primeira quinzena do semestre. Considero que ela já perdeu o ano letivo. É lamentável. É a única coisa que podemos oferecer aos nossos filhos, mas infelizmente não está sendo possível, pois não tenho condições de manter minha filha em outro lugar para estudar”, disse a pescadora.
LEIA MAIS NO LINK: