Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Voo cego

Por:Arimatéia Azevedo
O Governo do Piauí criou neste ano uma Coordenadoria de Infraestrutura Aeroportuária. Antes, gastou alguns milhões de reais na construção de um aeroporto que nunca funcionou devidamente, em São Raimundo Nonato. Agora, acaba de sair um decreto estabelecendo como de utilidade uma área de 50 hectares, em Cajueiro da Praia, para construção do aeroporto de Barra Grande. O terreno a ser desapropriado pertence ao atual prefeito de Cajueiro da Praia, Girvaldo Albuquerque Silva (PRB). Se o governo tiver realmente dinheiro para construir um aeroporto o Piauí terá o luxo de dois equipamentos aeroportuários a uma distância inferior a 40 km um do outro em linha reta, já que por terra a praia de Barra Grande está a somente 70 km do aeroporto prefeito João Silva Filho, em Parnaíba, construído em 1971 e com uma pista de pouso e decolagem de 2,5 km. O governador do Piauí poderia poupar o Estado e a sua administração da construção de um aeroporto em Barra Grande, evitando a reedição da experiência bastante negativa do não funcionamento do aeroporto de São Raimundo Nonato. Uma pessoa com bom senso poderia soprar-lhe no ouvido dizendo que se já existe um aeroporto em Parnaíba, melhor pegar o dinheiro público e investir na melhoria do acesso rodoviário para Barra Grande, Luís Correia, Coqueiro, Macapá e outras praias do pequeno e muito lindo litoral piauiense, além de investir em saneamento, energia e equipamentos urbanos para dar melhor suporte ao turismo na região. Ajudaria em muito o turismo na região.