Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 28 de outubro de 2017

Cortar despesas

Por: Arimatéia Azevedo
O ano tende a terminar com o governo do Piauí e quase todas as prefeituras do Estado às voltas com a falta de dinheiro para custear as despesas correntes (do dia a dia), incluindo as folhas salariais. A regra básica do corte das despesas, alegam os gestores, já vem sendo seguida – e de fato em centenas de prefeituras o funcionamento de serviços básicos está sob risco porque faltam repasses que o governo estadual não faz há pelo menos seis meses. Mesmo assim, é preciso passar uma faca em gorduras eventualmente existentes. O governador Wellington Dias resolveu dar uma demonstração dessa possibilidade ao cancelar o Festival da Uva, um evento que animava São João do Piauí, terra da sua esposa, Rejane. Se não servia para promover a expansão do cultivo de uva naquela terra, ao menos se transformava num evento político. O corte determinado pelo governador em um evento que lhe é caro é um indicativo de que seus auxiliares devem evitar a gastança com promoções e festas, um negócio que se for contado com lupa já movimentou neste ano, em emendas parlamentares, uma pequena fortuna de dezenas de milhões de reais. Convém que num estado em crise financeira e com mais de 100 municípios sem água para dar de beber às suas populações, festividades sejam canceladas. Isso pode certamente representa pouco financeiramente, mas muito como um sinal de bom senso.