Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

O antigo IAPEP (Iaspi) deve 60 milhões aos hospitais

O Iaspi deve R$ 60 milhões a hospitais
Paralisação
Primeiro foram os Hospitais da Unimed. Agora são todos os hospitais e clínicas credenciados que vão suspender o atendimento aos usuários do plano de saúde dos servidores estaduais do Piauí (Plamta).
A paralisação do atendimento deve começar hoje, quarta-feira.
A dívida
Em ofício encaminhado dia 29 de setembro à direção do Instituto da Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Piauí, Daniela Amorim Aita, o presidente do Sindicato dos Hospitais do Estado, Jefferson Campelo, solicitou o pagamento por serviços prestados ainda no mês de junho.
Em caso de não quitação do valor devido, comunicou que seriam cessados os atendimentos a usuários do Plamta e Iasp-Saúde.
A dívida do Iaspi com os hospitais já soma R$ 60 milhões, segundo o sindicato.
200 mil usuários
O Plamta e o Iaspi-Saúde têm cerca de 200 mil usuários e a maioria se utiliza de serviços prestados em Teresina.
A suspensão dos atendimentos anunciada pelos estabelecimentos clínico-hospitalares e laboratoriais de Teresina deve atingir consultas, exames e cirurgias eletivas, ficando de fora as urgências e procedimentos em curso, como, por exemplo, pessoas em pós-operatório.
Audiência
O Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Piauí (Iaspi) informou que hoje acontecerá uma audiência no Ministério Público do Estado do Piauí, quando serão prestados todos os esclarecimentos necessários ao promotor e aos sindicalistas ligados ao Sindhospi sobre os pagamentos à rede credenciada.
Atraso menor
O Instituto esclareceu ainda que não há como se falar em atraso de quatro meses porque não se pode contabilizar os 60 dias de tramitação do processo.
O prazo passa a contar a partir de 60 dias da fatura entregue.(Zózimo Tavares)