Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

PLANILHÃO de Joesley cita Marcelo Castro, Ciro, Comercial Carvalho e nomes do PT-PI

O ANTAGONISTA ESTÁ COM AS PROVAS – O Site O Antagonista teve acesso às cópias de todos os anexos complementares entregues pelos delatores da JBS no fim de agosto. O material contém planilhas, áudios e depoimentos que poderão ajudar a Procuradoria Geral da República e a Polícia Federal a comprovar os pagamentos de propinas para diversos partidos e políticos.
Nesse material, estão os documentos de corroboração da delação. Mesmo que a delação dos irmãos Bastista seja anulada pelo STF, as provas deverão ser utilizadas.
Ainda na noite desta quarta-feira(11), O ANTOGONISTA começou a divulgar partes do material. Dentre eles, o planilhão dos bilhões da JBS que seriam parte da propina paga a partidos e políticos.
OS NOMES DO PIAUÍ – As planilhas trazem datas de pagamentos e nomes de políticos e outras pessoas que seriam os operadores na campanha de 2014. No caso piauiense, os nomes e valores já tinham sido divulgados pela imprensa. A novidade são nomes de membros do diretório estadual do PT no Piauí que aparecem no documento.
R$ 100 MIL PARA O PT NO PIAUÍ – Logo na página 1 há a informação de repasse de R$ 100 mil para o diretório estadual do PT, partido do governador  Wellignton Dias.  No documento aparecem os nomes de dois membros do diretório estadual com seus telefones para contato (Francisco Milanez e Geraldo)
R$ 42,8 MILHÕES PARA CIRO E O PP – A planilha entregue por Joesley Batista contem (página 2) as datas repasses de R$ 42,8 milhões para o diretório nacional do Partido Progressista e contém o nome de Ciro Nogueira.
R$ 2,8 MILHÕES NO COMERCIAL CARVALHO – Também na página 2 contém o nome do Comercial Carvalho e o valor que teria sido repassado para Ciro Nogueira, R$ 2,8 milhões.  A planilha não informa a data desse suposto repasse.
R$ 1 MILHÃO PARA MARCELO CASTRO – Como já foi informado pela Revista Época e outros meios de comunicação, a empresa dos irmãos Batista teria pago R$ 1 milhão para o deputado federal Marcelo Castro (PMDB), através de remessa pelo Comercial Carvalho (aparece em destaque amarelo na página 10, mas não há informação sobre datas dos repasses.
Todos os políticos citados já negaram qualquer recebimento de Caixa 2 na campanha de 2014.  O Comercial Carvalho também já negou em outra ocasião qualquer envolvimento ou doação ilegal de campanha eleitoral.
Em breve o site O ANTAGONISTA vai divulgar mais documentos e os áudios do anexo complementar 7 que trata sobre o senador Ciro Nogueira. Os áudios acabaram provocando a prisão de Joesley Batista e Wesley Batista.
Toda essa documentação ainda está sendo analisada pela Polícia Federal, pela Procuradoria Geral da República e poderão, ou não, gerar investigações da Operação Lava Jato. (Código do Poder)