Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

UNINASSAU recebe selo de Instituição Socialmente Responsável

Por: Sariny Leão
A Faculdade UNINASSAU Parnaíba recebeu o selo de “Instituição Socialmente Responsável” pela participação na 13ª Campanha de Responsabilidade Social do Ensino Superior da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES). A ação foi realizada no dia 22 de setembro e ofereceu diversos serviços gratuitos à população local.
 
De acordo com a diretora da unidade, Rosany Corrêa, essa condecoração atesta que a Instituição se preocupa com o bem-estar social e com o desenvolvimento sustentável da comunidade de Parnaíba. “O selo de responsabilidade social da ABMES fortalece as ações desenvolvidas com foco no resgate da cidadania das pessoas e que mobilizam a comunidade acadêmica. É também um grande reconhecimento do engajamento dos colaboradores que movem a unidade”, argumenta.
 
Durante a Campanha, a população teve acesso a orientações jurídicas do Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ), formado por docentes, discentes e advogados da UNINASSAU Parnaíba. A programação também contou com oficina de reciclagem de brinquedos, consultoria tecnológica, aferição de Pressão Arterial e Glicemia, avaliação nutricional, consultoria medicamentosa, acolhimento e aconselhamento psicológicos e ainda os acadêmicos de Educação Física animaram o público com técnicas esportivas e de dança.
 
Ao longo do ano, a Instituição de Ensino Superior (IES) realizou outras ações de Responsabilidade Social. Entre elas, a Campanha de Prevenção Ao Suicídio, em alusão ao setembro amarelo; atendimento de inclusão às pessoas com deficiências ou com mobilidade reduzida, com o Projeto Piauí Praia Acessível em que acadêmicos proporcionam o acesso ao banho no mar com segurança e autonomia; e ainda o Projeto “Sou Down, Sou Capaz”, com a promoção de cursos e atividades educativas, psicopedagógicas, motoras e de socialização para os associados à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), em especial, às pessoas com Síndrome de Down.