Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

GOVERNO PRESSIONA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

TROPA DE W.DIAS QUER MUDAR ENTENDIMENTOS DENTRO DO TCE E VÍDEO MOSTRA FRANZÉ TENTANDO MUDAR VOTO DE CONSELHEIRA E REVELANDO QUE PROPAGANDA É A ALMA DO NEGÓCIO
Franzé Silva, na frente de jornalistas, insistentemente vuscou mudar o entendimento da conselheira Waltânia Alvarenga sobre vantagem da AEGEA Saneamento na licitação da Agespisa baseada num atestado de uma cidade de apenas 4 mil habitantes; a conselheira resistiu (imagem: reprodução | politicaDinamica.com)
Amanhã, 9 de novembro de 2017, quinta-feira, o Tribunal de Contas do Estado vai ser palco de um momento histórico. Será dado o voto que decidirá se a Corte é independente e justa com o emprego dos recursos públicos, ou parceira e submissa a interesses específicos de políticos do mais alto escalão do Governo Estadual. Será o fim da votação nesta esfera sobre a subconcessão da Agespisa. E pelo que já se viu antes  -- e tem-se conhecimento agora, -- a pressão governista está intensa nos bastidores, num verdadeiro "ataque" aos votos que ainda podem ser mudados ou proferidos. O jogo é agressivo. E um vídeo exclusivo do Política Dinâmica mostra isso!
Enquanto todos estavam atentos à votação, Franzé Silva, confiante no resultado esperado pelo karnak, dormiu no ponto; conselheiros entenderam que atestado da AEGEA não era razoável e puseram em risco planos de Wellington Dias (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)Enquanto todos estavam atentos à votação, Franzé Silva, confiante no resultado esperado pelo karnak, dormiu no ponto; conselheiros entenderam que atestado da AEGEA não era razoável e puseram em risco planos de Wellington Dias (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)
Em 9 de março deste ano, há exatos sete meses, a "tropa de elite" do governador Wellington Dias (PT) se fez presente no TCE-PI. Já era esperado pelo Karnak que o placar lhe fosse favorável e ratificasse a homologação da empresa AEGEA Saneamento como vencedora da disputa. Isso, apesar das contestações das adversárias e relatórios técnicos que apontavam falhas no processo de avaliação técnica das licitantes. Usando termos mais comuns podemos resumir: vantagem dirigida, pura e simples.
LEIA MAIS NO LINK:
https://www.politicadinamica.com/noticias/marcos-melo/governo-pressiona-tce1510126422-9702.html