Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Pesquisa eleitoral para vice de Wellington Dias exclui PMDB

Reunião na casa do governador Wellington Dias entre PT e PROGRESSISTAS
Reunião na casa do governador Wellington Dias entre PT e PROGRESSISTAS
Definitivamente, os principais partidos que compõem a base de sustentação do governador Wellington Dias, PT e PROGRESSISTAS, não querem o PMDB na vice para 2018. Uma reunião na casa do governador com a presença dos presidentes desses dois partidos selou um pacto, o de que, o vice-governador de Wellington Dias, para 2018, sairá de uma pesquisa a ser realizada em janeiro. O detalhe: a pesquisa será apenas para partidos que estiveram com Wellington na campanha de 2014, informa o presidente do PT, deputado Assis Carvalho.
AUSENTE
Para essa reunião o PMDB não foi convidado. Foi exclusiva entre PT e PROGRESSISTAS. Pelo PROGRESSISTAS estavam o presidente nacional, senador Ciro Nogueira, a vice-governadora, Margareth e o presidente estadual, deputado Júlio Arcoverde. Pelo PT, o governador, o presidente Assis Carvalho e outros.
A PESQUISA
Não foi revelado como será essa pesquisa. Qual o universo a ser pesquisado, os nomes a serem postos e a metodologia para sua aplicação. Será uma pesquisa somente entre os coligados de 2014.
ESPECÍFICA
Outra curiosidade dessa pesquisa que PT e PROGRESSISTAS mandarão fazer é: o que vai constar no caderno de perguntas, nomes de pessoas ou de legendas?
A MESMA CHAPA
O presidente estadual do PT do Piauí, deputado Assis Carvalho continua insistindo que a chapa majoritária vitoriosa de 2014 seja repetida em 2018 para o governo do Estado, tendo Wellington Dias como governador e Margareth Coelho com vice.
IMEXÍVEL
Para ele, os dois senadores também devem ser Ciro Nogueira e Regina Sousa. O presidente petista entende que podem haver outras candidaturas avulsas na coligação para senador, contudo, a cabeça com governador e vice deve ser repetida.
E O PMDB?
Nesse apontamento, o PMDB não entraria na formação do bloco majoritário principal, visto que, o partido briga pela vice que teria como indicado o deputado Temístocles Filho, atual presidente da Assembleia. (Pedro Alcântara)