Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Suplentes retornam a Assembleia e negam mágoa pelo afastamento

                                                    Deputado Estadual Bessah Filho
Por Tarcio Cruz 
Após a aprovação do Programa de Refinanciamento de Créditos Tributários do Estado a Assembleia Legislativa do Piauí retornou a sua formação anterior. Os quatro suplentes que haviam sido afastados para que os titulares votassem foram reintegrados a casa nesta quarta-feira. Mauro Tapety (PMDB), Belê Medeiros (PROGRESSISTAS), Bessah (PROGRESSISTAS) e Ismar Marques (PSB) negaram a existência de mágoa pelo afastamento e reafirmaram que o ato político tomado pelo governo do estado foi algo normal.
Bessah Filho lembrou que a posição do partido surgiu a partir de uma designação federal e ressaltou que a ação do governador foi correta. 
“Essa posição que nós tomamos é uma decisão que veio da executiva nacional, então qualquer aumento de tributo somos contra. Nós somos da base governista e estamos aqui acompanhando todas as definições do governador Wellington Dias. Eu não vejo nenhum problema com relação a isto, foi uma questão pontual. As questões que vierem de interesse do governo o PROGRESSISTAS estará sempre à disposição para colaborar. Não há nenhuma mágoa e a atitude do governador foi correta e política” concluiu Bessah.
O parlamentar também revelou que após a reunião do presidente estadual do partido, Júlio Arcoverde, com o governador ficou acertado o retorno. 
“Fomos informados pelo nosso presidente estadual que a conversa será mais direta com o governador. Esse acesso sempre melhora a nossa relação com o governo do Estado e é sempre bom ter esse canal direto com o governador. Eu particularmente acho que a posição que nós tomamos é uma posição partidária, esse bom relacionamento e direto com o governador irá beneficiar o Piauí”, afirmou o deputado.