Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Falta dinheiro para bancar a “revolta” do PT no julgamento de Lula em Porto Alegre

                                  PT organiza “vaquinha” para bancar protesto
Carlos Newton
A coluna Painel, da Folha de S. Paulo, editada pela excelente jornalista Daniela Lima, informa que a coisa está feia no PT. Com o fechamento das torneiras da corrupção, o partido está sem recursos para bancar a “revolta” incitada por José Dirceu para ser feita diante do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, no dia 24 de janeiro, quando será julgado o recurso de Lula contra sua condenação no processo do tríplex da praia de Guarujá. A colunista revela que o PT vai passar o chapéu, para arrecadar recursos pela internet. O “crowdfunding”, ou vaquinha, em bom português, será usado para levar a militância a Porto Alegre, diz Daniela Lima.
A jornalista acrescenta que a ex-presidente Dilma Rousseff assumirá uma das frentes da campanha em defesa da candidatura do candidato petista. Ela gravará um vídeo que será divulgado nas redes sociais a partir da primeira semana de janeiro, para divulgar o lançamento do livro “Comentários a uma sentença anunciada: o processo Lula”, uma coletânea de artigos críticos à decisão de Sérgio Moro, que condenou Lula a nove anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, e esta sentença deve ser confirmada por unanimidade pelo TRF-4, inviabilizando a candidatura de Lula.
HAVERÁ DINHEIRO? – Nos últimos anos, o PT já organizou diversas vaquinhas. Três delas arrecadaram mais de R$ 2 milhões para José Genoino, Delubio Soares e José Dirceu pagarem as multas a que foram condenados no processo do mensalão.
Mais recentemente, em julho de 2016, também teve êxito uma coleta virtual para a ex-presidente Dilma Rousseff viajar para o exterior, com objetivo de denunciar o “golpe” do impeachment e a “perseguição” a Lula, conseguiu juntar mais de R$ 770 mil.
No entanto, cinco meses depois, em dezembro de 2016, fracassou a vaquinha virtual lançada para ajudar Lula a pagar seus advogados e patrocinar mídias sociais para defendê-lo. A meta era chegar a R$ 500 mil, mas rendeu apenas R$ 230 mil, embora até os parlamentares do PT tenham sido instados a colaborar.
E OS ALIADOS? – O problema é que os aliados do PT, que sempre contribuíram nas mobilizações do partido, também estão de caixa baixa. Movimentos sociais (MST, MTST etc.), entidades estudantis (UNE, AMES etc.), centrais, federações e sindicatos, para todos eles a fonte secou.
A mobilização que precisa ser feita custará muito caro em arregimentação, transporte, estadia e alimentação. E o pior (para o PT) é a localização de Porto Alegre, no extremo sul do país, circunstância que prejudica e encarece a mobilização que José Dirceu pretendia transformar no “Dia da Revolta”. Por isso, é quase certo que o protesto será um belo fracasso, como ocorreu no depoimento de Lula perante o juiz Sérgio Moro, em 13 de setembro.
###
P.S. – Os prazos para recursos de Lula serão muito exíguos. Se for condenado por unanimidade, conforme está previsto, rapidamente estará inelegível. Mesmo assim, poderá aparecer no horário eleitoral da TV, tirando uma onda de candidato. São coisas do Brasil. É por isso que Francelino Pereira tanto perguntava: “Que país é este?”(C.N.)