Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

“Para ser bom administrador não precisa ser carrancudo ou truculento” – diz Mão Santa

O Prefeito de Parnaíba, Mão Santa, posicionou-se esta semana acerca de críticas que tem recebido de seus opositores, nas redes sociais, pelo fato de realizar comemorações, “festas e mais festas” na cidade. Ele é criticado também por haver pedido à Câmara Municipal autorização para solicitar o empréstimo de R$ 5 milhões à Caixa Econômica e, também, dentre outras coisas, por haver conseguido aprovar na Câmara projeto de lei para mandar negativar no Serasa contribuintes em débito com o município.
Com relação às “festas”, Mão Santa justifica dizendo que há, sim, o que comemorar em Parnaíba. “O povo estava triste e agora está contente com nossa administração. E quem diz isso são as pequisas. Além do mais, para ser um grande administrador não precisa ser grosseiro e nem truculento”, enfatizou, dizendo ainda que é uma pessoa feliz e satisfeito com as ações que seu governo vem conseguindo realizar em prol da população.
Sobre o pedido de empréstimos feito à instituições financeiras, ele pergunta: “Por que essas mesmas pessoas nunca questionaram os empréstimos feitos pelo governo do Estado, durante o governo do PT? Quantos já foram feitos, fazendo com que o Piauí ficasse ingovernável? Nós solicitamos a autorização do Poder Legislativo. Fomos até estimulados pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado, que disse que era muito justo, com a cidade equilibrada, um prefeito competente, pedir empréstimo”, citou.
Mão Santa, por outro lado, disse achar normal cobrar no Serasa débitos daqueles contribuintes melhor aquinhoados que não querem cumprir suas obrigações junto à fazenda municipal. Para ele, não é justo que alguns, metidos a ricos, não paguem seus tributos. “Há ricos, com casas em outros Estados, que não pagam impostos aqui,  mas pagam lá. Esnobam com mansões até fora do país e devem ao município de Parnaíba. E só o Mão Santa tem coragem de cobrar esses ricos”, enfatizou.
Com curso de administração pública feito na Fundação Getúlio Vargas, Mão Santa disse que está dentro da lei, cumprindo a Lei de Responsabilidade Fiscal. “Como ex-senador da república, conheço o Art. 37 da Constituição que diz que a  administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. E quando assumimos o governo fomos ao Tribunal de Justiça do Piauí para negociar precatórios e hoje pagamos 100 mil de precatórios por mês. Temos o apoio do Poder Legislativo, sem comprar, sem colocar suplente, sem cooptar ninguém. Ainda há problemas, sim, por conta também de uma crise econômica provocada por esse PT que só sabe roubar e mentir. Mas vamos superar, com trabalho e amor à Parnaíba”, finalizou.
Fonte: Superintendência der Comunicação