Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Trabalhadores rurais fazem greve de fome contra Reforma da Previdência em Teresina

Líria Aquino, de 29 anos, e Leonardo Machado, de 23, são trabalhadores rurais da cidade de São João da Varjota e fazem greve de fome contra a reforma da Previdência (Foto: Édrian Santos/OitoMeia)
por: Edrian Santos
A pauta da Reforma da Previdência foi tirada de votação pelo Governo Federal, temporariamente, mas o assunto ainda causa polêmica entre várias frentes de representatividade popular, em nível nacional e no Piauí. Protestos nas ruas das principais cidades são os mais comuns, porém dois piauienses resolveram radicalizar ao iniciarem, na última terça-feira (12/12), uma greve de fome no Aeroporto Senador Petrônio Portella, na zona Norte de Teresina.
Os dois jovens, de nomes Líria Aquino, de 29 anos, e Leonardo Machado, de 23, são trabalhadores rurais da cidade de São João da Varjota, distante 294 km da capital. Nenhum deles quis falar, com a alegação de que poupam energia devido à falta de alimentação. Além destes, um terceiro pode se juntar à greve de fome ainda nesta quarta-feira (13/12), sendo ele oriundo da cidade de Santa Cruz, Sudeste do Estado. Dependendo de discussões internas, o ato pode acabar ainda na próxima quinta-feira (14/12).
Tímidos, os grevistas estão na companhia de mais manifestantes, porém os demais se alimentam regularmente. Ao todo, cerca de 10 pessoas resolveram acampar no principal acesso à sala de embarque do aeroporto. Placas com palavras de ordem, lençóis, colchonetes, entre outros utensílios, somam à vontade desses camponeses piauienses de chamar a atenção da população para o que eles chamam de precarização do trabalhador rural, sobretudo os mais pobres.