Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

“WELLINGTON SE TORNOU REFÉM DE CIRO NOGUEIRA”, DIZ RUBEM MARTINS

DEPUTADO DA OPOSIÇÃO AFIRMA QUE O GOVERNADOR VIVE UMA DEPENDÊNCIA DO PP E PRECISA DE CIRO PARA MANTER O GOVERNO FUNCIONANDO
O deputado estadual Rubem Martins (PSB) avalia que o governo de Wellington Dias (PT) tem se tornado refém do Partido Progressista (PP). Rubem afirma que se não fosse o apoio do presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira, a situação financeira do estado estaria um caos, com os salários dos servidores atrasados.
Segundo ele, o evento de filiação de 19 prefeitos ao PP, mostra a força de Ciro e reforça a dependência de Wellington com relação ao progressista.  “O PT é refém dos Progressistas.
Se não fosse Ciro, o barco do governo no Piauí já teria afundado, já estaria sem dinheiro, atrasando a folha. O governador pegou R$ 307 milhões do financiamento do empréstimo, gastou a maior parte sem fazer as obras da planilha da Caixa Econômica e isso vai levar a uma situação de dependência maior em relação ao Ciro Nogueira”, declarou.
Rubem Martins afirma que a dependência a Ciro faz com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, se torne um “problema” para Themístocles. “O crescimento do PP fragilizou o PMDB na base. O Themístocles se tornou um problema para o governador fechar o grupo. Pela força demonstrada pelo PP, eles devem continuar com a vaga de vice”, declarou. (Lídia Brito)