Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Prefeito Mão Santa recebe deputado Luciano Nunes: Na pauta a sucessão estadual

O deputado estadual Luciano Nunes Filho (PSDB), que se lançou como mais um pré-candidato a governador do Estado, esteve hoje em visita ao prefeito de Parnaíba, Mão Santa, “por reconhecer sua liderança e a sua importância no processo sucessório do Estado, como oposição ao governo que está aí, sem metas, sem resultados”, disse o deputado, afirmando haver lançado sua pré-candidatura numa tentativa de criar outra alternativa para o povo do Piauí. “Estou aqui humildemente para ouvi-lo, a fim de construir uma chapa de oposição. Sei que o senhor será o protagonista deste processo”,
Mão Santa disse na ocasião que já teve o oportunidade de receber também outros pré-candidatos à sucessão de Wellington Dias, aos quais tratou muito bem, porém, entendia que essa procura à sua pessoa é pelo que ele representa no momento, “o mesmo que representava Wall Ferraz, em 1994, quando fui lançado candidato a Governador do Estado, contra uma estrutura considerada imbatível”, lembrou, destacando reconhecer que hoje é uma espécie de símbolo das oposições.
“Não sei quem foi o melhor governador deste Estado, só sei que eu fui um dos melhores. Porém, sei quem foi o pior: Foi esse que está aí, que prostituiu a Assembleia Legislativa. Quando fui eleito governador eu tinha apenas 6 deputados. Os outros vieram me apoiar por respeito, não é o que ocorre hoje, com o governador convocando 17 suplentes”, disse Mão Santa, ao repórter Hilder Monção, da TV Antena 10.
Perguntado sobre a suposta indicação dele, do nome da filha Gracinha Moraes Souza, atual secretária de Infraestrutura, como possível candidata a vice de Luciano Nunes, Mão Santa desconversou, dizendo: “ela é casada, em filhos ninguém manda”. Sobre sua indicação como o candidato das oposições ele disse que já são muitos os candidatos, dos quais deseja apenas, daquele que for eleito, a fatia que cabe à Parnaíba. “Que seja eleito um bom candidato, não essa embromação, essa desgraça que está aí”, pontuou o prefeito, explicando ao repórter que nunca disse que votaria no PT, como foi divulgado em Teresina. Disse somente que não citaria mais como as 3 coisas que só se faz uma vez na vida: nascer, morrer e votar no PT. “Hoje eu não diria mais isso porque não é só o PT, são muitos os partidos que estão aí apodrecidos, na lama da corrupção”, completou o prefeito.