Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Sair pra jantar em Parnaíba está se tornando uma experiência interessante, especialmente agora no final do ano.

SUPONHAMOS que você decida sair com mais três pessoas, que é o padrão de uma mesa, e a conta do restaurante (no menu) feche em delicados R$ 100,00 o que normalmente é beeeem mais que isso. Você obrigatoriamente irá acrescentar mais R$ 10,00 e se tiver alguém tocando, vai acrescentar, a depender do local, mais R$ 10,00 POR PESSOA. Aí ja temos a continha artificialmente aumentada para R$ 150,00.

Na verdade, eu gostaria de dar a dica aos locais para começarem a implantação de um serviço de Vallet também. Assim, quem for jantar já sabe que vai pagar R$ 100,00 mais R$ 100,00 de taxas diversas.
Brincadeiras à parte, tenho sido procurado por vários amigos que estão realmente se sentindo mal com tanta taxa. É taxa de parquinho, couvert e um monte de penduricalho que mesmo sendo opcional é cobrada com visível intuito de constranger os clientes.
Alguns músicos me falaram que a banda recebe exclusivamente o valor contratado e o grande excedente vai direto para o restaurante. Alguns amigos garçons também me falaram que a GRANDE maioria não recebe os 10% da mesa. Dito isto, sem essa de vir dizer que os músicos precisam passar por isso, pois isto é exploração. Esta é a razão pela qual todo restaurante agora coloca música ao vivo, simplesmente por que é lucrativo ao extremo.
Há quem acredite que a gastronomia parnaibana caminha a passos largos para a total informalidade e eu estou quase convencido disto. Até algumas boas casas que já embutiam os 10% do serviço nos preços, agora estão com o “marketing” de dizer que NÃO COBRAM 10%, mas deixam os garçons livres que para que ELES cobrem. Balela.
Com raríssimas exceções, estamos consumindo comida de baixa qualidade e pagando preços mais caros do que muitas capitais, como “PICANHA” de R$160,00, peixada de R$ 180,00, Pizza de R$ 70,00 e por ai vai...
Meu único desejo para 2018 neste grupo é que a gente saiba valorizar o nosso suado dinheirinho, escolhendo muito bem a quem vamos entregá-lo.
Feliz ano novo!!!!!
Fonte: Gastronomia Parnaibana
Por Sebastião Fortunato